11 de agosto de 2011

Militares que "mataram" bin Laden são assassinados. Queima de Arquivo?

Helicóptero Chinook de dupla hélice, o mesmo modelo abatido no sábado, sobrevoa o Afeganistão (John D McHugh / AFP) -

HELICÓPTERO ABATIDO DE FORMA SUSPEITA: -
Alex Jones discute o caso do helicóptero que foi abatido no dia 05 de agosto de 2011 em Cabul, no Afeganistão, e que levava mais de 20 integrantes da equipe "SEAL 6", que executa "Black Ops" (Operações Clandestinas), e que foi responsável pela Operação bin Laden, na qual o terrorista foi supostamente morto e sepultado no mar.



(Imagem Ilustrativa)


FONTES CONFIRMAM - FOI QUEIMA DE ARQUIVO: Alex Jones revela que 3 de suas fontes militares, que sempre lhe passam informações e previsões precisas, confirmam que este evento no Afeganistão trata-se de queima de arquivo.


ESTATISTICAMENTE IMPOSSÍVEL: As coincidências e peculiaridades que envolvem este caso são de deixar o queixo caído:
• É a maior baixa de militares em um único dia, em 10 anos de operações no Afeganistão.
• Além de ser a maior baixa, transportava um grande número de militares SEALs da marinha, que é uma equipe militar altamente especializada, portanto uma minoria entre os militares americanos. É muitíssimo mais provável ocorrer eventos desta natureza com militares comuns, que são um número muito maior de pessoas e que fazem muito mais viagens de helicóptero, em números absolutos.
• "Por coincidência", os militares que morreram neste evento são os mesmos que executaram a missão que matou bin Laden.
• Militares SEALs dificilmente viajam em grande número em um mesmo helicóptero.
• Militares SEALs não utilizam helicópteros Chinook da Guarda Nacional (helicóptero que foi abatido no Afeganistão) para executar as suas missões.
• Foi divulgado que os Talibãs sabiam que os SEALs estariam no helicóptero que foi abatido, mas pouquíssimas pessoas nas forças armadas americanas sabem aonde os SEALs executam suas missões.

O objetivo desta missão foi assassinar o restante dos SEALs 6 da marinha, equipe que executou a Operação bin Laden, porque eles estavam ameaçando vir a público para revelar a farsa que foi essa operação, que bin Laden não estava naquela mansão, que eles estavam em busca de outro terrorista, e que parte da equipe SEAL 6 morreu quando um helicóptero invisível ao radar, de última geração, teria explodido por razões desconhecidas, apesar de ter sido divulgado que foi devido à falha do piloto.

Mais uma vez o governo americano usa seus militares como lenço descartável. Depois de limpar a sujeira, é só jogar no lixo. O que mais é preciso para que os militares americanos reajam a este governo que trabalha para a elite globalista?
Fonte: http://www.youtube.com/user/BrasiLIndomaveL
http://www.libertar.in/2011/08/queima-de-arquivo-militares-que-mataram.html#more

Veja a noticia da queda do helicoptero:

Talibãs derrubam helicóptero americano e matam 38.


Os talibãs confirmaram que derrubaram o helicóptero
(Foto: France Presse)

Até o momento, a OTAN se recusou a confirmar o balanço de vítimas divulgado por Cabul

'Todos os militares da Isaf a bordo eram americanos', indica a coalizão, acrescentando que 'uma investigação está sendo realizada para determinar as causas exatas da queda'.


O helicóptero foi abatido pelos insurgentes talibãs, havia indicado antes à AFP o general Abdul Razeq, chefe do comando regional do Exército afegão.

A aeronave caiu na província de Wardak (centro) depois de ter sido 'atingida por um foguete disparado pelos talibãs', durante uma operação na noite de sexta-feira para sábado, havia afirmado à AFP Sahidullah Shahid, porta-voz das autoridades dessa província, na fronteira com a de Cabul, onde há numerosos talibãs.

Os insurgentes talibãs, procurados pela AFP, confirmaram o ataque ao helicóptero.

Em Bruxelas, o secretário-geral da Otan Anders Fogh Rasmussen manifestou a sua 'profunda solidariedade com os povos americano e afegão', acrescentando que a Aliança está determinada 'a manter sua ação'.

O presidente americano Barack Obama saudou 'o sacrifício extraordinário' dos militares americanos e de seus colegas afegãos, acrescentando: 'vamos continuar (....) a lutar pelos valores que eles representam'.

O secretário de Defesa americano, Leon Panetta, disse que os Estados Unidos vão permanecer no Afeganistão até o fim de sua missão.

'Permaneceremos para completar a missão pela qual eles deram suas vidas, como fizeram todos aqueles que morreram no Afeganistão', indicou Panetta, em um comunicado.

Já o presidente francês Nicolas Sarkozy assegurou neste sábado a Barack Obama que 'a vontade' da França no Afeganistão 'não diminuirá', em uma carta de condolências.

De acordo com informações divulgadas pela imprensa americana, 20 dos 30 americanos mortos na queda do helicóptero são Navy Seals, membros das forças especiais da Marinha americana da qual uma unidade eliminou Bin Laden em maio, segundo a imprensa americana.

A rede americana CNN indica que 22 das vítimas são Seals, sendo que 'a maioria deles pertence à unidade que realizou o ataque no qual Osama Bin Laden foi morto'.

'Cerca de 20 Seals da unidade antiterrorista Team 6' estão entre as vítimas, indicou, por sua vez, o Washington Post.

Consultado pela AFP, o Pentágono se recusou a fazer qualquer comentário.

'Não foi a equipe OBL' (Ossama Bin Laden), afirmaram à AFP fontes do governo Obama, recusando-se a indicar se os mortos eram da 'Team 6'.

Segundo elas, os americanos a bordo do helicóptero eram membros do Exército, ds Marinha e da Aeronáutica.

A 'Team 6' (Equipe 6) é a elite dos Seals -- siglas de Sea, Air, Land (mar, ar, terra)-- e suas missões são consideradas tão sensíveis que sua existência nunca foi confirmada.

No Afeganistão, as missões dos Navy Seals estão frequentemente relacionadas a operações contra líderes insurgentes, efetuadas à noite por helicóptero.

O evento mais mortal do conflito para a coalizão havia ocorrido em 28 de junho de 2005, quando 16 militares americanos morreram na queda de um Chinook, atingido por um foguete disparado pelos talibãs na província de Kunar.



http://www.rac.com.br/noticias/mundo/93147/2011/08/06/talibas-derrubam-helicoptero-americano-e-matam-38.html




0 comentários:

Postar um comentário

Membros deste blog e usuários das contas google, podem postar comentários.
Serão aprovados comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais(e-mail, telefone, RG etc.) ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.
Serão aceitos comentários somente de seguidores deste blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...