11 de setembro de 2011

China se junta ao projeto para desviar o asteróide Apophis



Como se fosse um filme, uma equipe de pesquisadores da Universidade de Tsinghua (China) propôs enviar uma nave espacial impulsionada por vela para o impacto do asteróide Apophis, detectado em 2004. 

Desta forma, tentar desviar-lo de sua órbita e evitar uma provavel colisão com a Terra.

Embora cálculos recentes estimam que o perigo de este objeto é praticamente zero, há uma possibilidade remota de que o asteróide passe por uma região do espaço chamada gravitacional do buraco da fechadura, que iria mudar sua trajetória e fazendo isso poderia acontecer novamente, uma segunda volta em torno de terra.

Como dizem no estudo, publicado em Pesquisa em Astronomia e Astrofísica, as estimativas atuais indicam que "Apophis irá primeiro perto da Terra em 13 de abril de 2029, com um possível retorno em 2036." Embora as chances são baixas, dado o pequeno tamanho da fechadura, apenas a 600 metros, os pesquisadores dizem que "é necessário estudar novos conceitos para as missões para se preparar para o futuro."

Apophis irá primeiro perto da Terra em 13 de abril de 2029, com um possível retorno em 2036.

Em 13 janeiro de 2011 os astrônomos da Universidade do Havaí em Manoa capaz de captar as primeiras imagens em mais de três anos do asteróide Apophis potencialmente perigosas.

Comparação esquemática do tamanho do asteróide Apophis.

O modelo proposto por cientistas, liderados por Gong físico Sheng-Ping, envolve o lançamento de um pequeno navio viajando na direção oposta ao asteróide e usar uma vela solar.

Operação l deste tipo de dispositivo é semelhante à vela de um barco, só que ao invés de usar a pressão do vento, vela solar é ajudado pela força da radiação do Sol 

Os pesquisadores estimam que "10 kg-vela lançado um ano antes poderia chegar a uma velocidade de 90 quilômetros por segundo, o suficiente para eliminar a possibilidade de retornar em 2036."

Não é a primeira vez levantou missões para desviar o asteróide, 320 metros de diâmetro e uma massa de mais de 45 milhões de toneladas. Em 2009, investigadores russos planejaram uma missão para parar Apophis, cujo potencial destrutivo seria equivalente a dezenas de milhares de bombas atômicas.

Postado por Juan Carlos Jiménez / 12:03 / Quantum

Fonte: Compromisso com a Terra
Fonte original em espanhol
Traduzido pelo Google.

0 comentários:

Postar um comentário

Membros deste blog e usuários das contas google, podem postar comentários.
Serão aprovados comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais(e-mail, telefone, RG etc.) ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.
Serão aceitos comentários somente de seguidores deste blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...