31 de outubro de 2011

EUA cortam financiamento à Unesco após agência ter admitido palestinos



Os Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira (31) que vão deixar de depositar fundos para a Unesco, após a agência da ONU ter admitido a Palestina como membro pleno.

"Tínhamos de fazer um pagamento de US$ 60 milhões à Unesco em novembro e não vamos fazer", disse Victoria Nuland, porta-voz do Departamento de Estado, em entrevista.

Portugal absteve-se na votação, disse à Agência Lusa fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Entre os países que votaram favoravelmente estão Espanha, França, Índia, China e vários países latino-americanos como o Brasil.

Estados Unidos, Alemanha e Canadá, entre outros, votaram contra.

Washington se opõe ao pedido palestino de uma cadeira na ONU sob o argumento de que isso não ajudaria nos esforços de reviver as negociações de paz com Israel, que sofreram colapso no ano passado.

O financiamento americano equivale a pouco mais de 20% das verbas totais da Unesco.

Membro pleno

A agência cultural da Organização das Nações Unidas concedeu o status de membro total aos palestinos no órgão, em uma votação que pode impulsionar a tentativa da nação de ser reconhecida como Estado perante a ONU.

A Unesco é a primeira agência da ONU em que os palestinos buscaram integração como membro total desde que o presidente palestino, Mahmoud Abbas, entrou com o pedido de uma cadeira na ONU, em 23 de setembro.

A votação de hoje é uma vitória diplomática para os palestinianos no processo que iniciaram em setembro para a admissão na ONU como Estado de pleno direito.



http://arteculturaemmovimento.blogspot.com





Entenda o conflito Israel-Palestina
Enfrentamentos tiveram origem na Segunda Guerra Mundial.
Professor do Anglo pontua os momentos mais tensos.

O supervisor do departamento de geografia do Anglo Vestibulares, Reinaldo Scalzaretto, comenta os enfrentamentos entre israelenses e palestinos (confira o vídeo ao abaixo).


Os conflitos entre os povos, na região do Oriente Médio, tiveram origem na Segunda Guerra Mundial e se estendem até os dias de hoje. O professor pontua os momentos mais tensos.



Siga este blog pelo twitter:  http://twitter.com/celiofreedon 




0 comentários:

Postar um comentário

Membros deste blog e usuários das contas google, podem postar comentários.
Serão aprovados comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais(e-mail, telefone, RG etc.) ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.
Serão aceitos comentários somente de seguidores deste blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...