10 de dezembro de 2012

Cidades russas entram em pânico com aproximação do suposto "fim do mundo"


ELLEN BARRY
DO "NEW YORK TIMES"
MOSCOU - É oficial: o ministro responsável pelas situações de emergência da Rússia diz ter acesso a "métodos para monitorar o que está acontecendo no planeta Terra" e que pode assegurar que o mundo não irá acabar em 21 de dezembro de 2012. Segundo o calendário maia, essa é a data em que um ciclo de 5.125 anos, conhecido como a Contagem Longa, supostamente chegará ao fim.


Afirmações semelhantes têm sido feitas pelo médico que chefia a saúde pública da Rússia, uma alta autoridade da Igreja Ortodoxa Russa, pelos legisladores da Duma e por um ex-DJ da Sibéria que recentemente se destacou no programa de televisão "Batalha de Médiuns". Outra autoridade propôs a abertura de processos contra russos que espalharem o boato.

A Rússia não é o único país que enfrenta o pânico causado pelo suposto fim do mundo. Na França, as autoridades pretendem vetar o acesso à montanha Bugarach, no sul, para evitar uma multidão de visitantes que acredita que esse lugar é sagrado e protegerá uns poucos escolhidos contra o fim do mundo.

O patriarca da Igreja Ortodoxa da Ucrânia recentemente emitiu um comunicado assegurando aos fiéis que "o Dia do Juízo Final certamente virá", mas será causado pelo declínio moral da humanidade, não pelo "chamado alinhamento de planetas ou o fim do calendário maia".
Por sua vez, o Estado de Yucatán, no México, que tem uma grande população maia, encara com leveza o boato sobre o fim do mundo. O governo planeja um festival maia em 21 de dezembro e, para mostrar que tudo continuará bem após essa data, uma nova edição do festival está programada para 2013.

Os russos se deixam levar muito pelas emoções, conforme testemunhou o reverendo Tikhon Irshenko durante sua visita à Colônia Penal n° 10 na aldeia de Gornoye. Os guardas disseram que a profecia maia aumentou muito a ansiedade geral e que alguns presos fugiram da colônia "devido a seus pensamentos perturbadores".

Ainda mais comuns na Rússia são relatos sobre compras movidas pelo pânico. Em Ulan-Ude, capital da região de Buriátia, cidadãos estão fazendo estoques de alimentos e velas para sobreviver em um período sem luz, seguindo instruções de um monge tibetano chamado Oráculo de Shambhala, que foi descrito em alguns noticiários da televisão russa. Houve um relato semelhante em um jornal local da cidade industrial de Omutninsk, a cerca de 1.100 quilômetros a leste de Moscou.
Viktoria Ushakova, a editora-chefe do jornal, disse que publicou o artigo como mero entretenimento na seção "Relax", publicada na última página. Isso causou pânico durante uma semana, o qual se espalhou pelas aldeias no entorno.

"Não devemos falar sem parar sobre o fim do mundo, e eu digo isso como médico", disse Leonid Ogul, membro do comitê de Meio Ambiente do Parlamento. "Algumas pessoas têm ataques cardíacos e outras partem para ações negativas."

Maria Eismont, colunista do jornal "Vedomosti", argumentou que a guinada recente do governo para o conservadorismo religioso arcaico abriu o caminho para as ideias apocalípticas. Ela observou que, no julgamento por blasfêmia contra a banda punk Pussy Riot, no verão passado, as jovens da banda foram condenadas com base, entre outros aspectos, em pareceres de clérigos ortodoxos dos séculos 4° e 7°.

"É injusto considerar Omutninsk um local marcado pelo misticismo florescente", escreveu. "Se cossacos em trajes operísticos marcham no centro de Moscou e a Duma está cogitando seriamente impor punições pela violação dos sentimentos dos crentes, então por que as pessoas não deveriam comprar fósforos por temer labaredas cósmicas?"

Olá amigos:
Não há como prever o futuro, a menos que ele esteja programado como ja falei algumas vezes sobre a operação do erro, e o que vejo é que causou-se um terror em torno desse assunto de fim de calendário maia, e como bem sabemos os negativos adoram terror.
O que era para ser apenas examinado, estudado, lido, tornou-se religião para alguns, e religião como bem sabemos é veneno.


É preciso ter prudência com as coisas deste mundo.
Eu não sei se vai chover, nem sei se vai me furar o pneu do carro quando eu sair, mas eu sempre tenho um guarda chuvas por perto e vejo se o estepe do carro está em ordem,
Ora, ser prudente é o minimo que nos cabe, é melhor pecarmos por excesso que por omissão, ter um plano B ou C, não vai nos fazer loucos e sim prudentes.
Eu não creio em fim do mundo para o dia 21, mas creio que começamos a entrar num período que podemos chamar de "dores de parto", muitas dores.

Escrevi no meu mural no Facebook o seguinte:

"Estamos falando de mudanças não de fim de mundo..mas fim de um tempo."

E sobre estar preparado para o que há de vir e virá..sempre eu aconselho que estejam preparados espiritualmente.

Achei uma frase que complementa muito do que já escrevi.

"Serenidade espiritual não é adorno para os dias felizes, mas amparo para os momentos difíceis." 

Meditem nisso.
Abração
Célio Siqueira


Seja membro deste blog
Compartilhe nossos posts no twitter, e nas redes sociais.
Siga este blog pelo twitter:http://twitter.com/celiofreedon 
ou Facebook: 
http://www.facebook.com/celio.freedon

0 comentários:

Postar um comentário

Membros deste blog e usuários das contas google, podem postar comentários.
Serão aprovados comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais(e-mail, telefone, RG etc.) ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.
Serão aceitos comentários somente de seguidores deste blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...