O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assinou na segunda-feira uma lei que permitirá que todos os militares continuem recebendo seus salários durante o fechamento do governo, que ocorreu na meia-noite desta terça-feira.
Obama assinou a lei sobre os militares, aprovada unanimemente no domingo pela Câmara dos Representantes e confirmada na segunda-feira pelo Senado.
A medida garante o pagamento dos militares ativos, da Guarda Litorânea e os civis e prestadores de serviço que dão apoio aos departamentos de Defesa e Segurança Nacional, durante o período que durar a paralisação temporária do governo.
No entanto, se estima que 50% dos 800 mil funcionários civis do Pentágono serão enviados para casa, muitos deles sem receber, enquanto durar a crise.

EFEEFE - Agencia EFE - Todos os direitos reservados. Está proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agencia EFE S/A.