Alerta - Estamos trilhando o caminho para a Terceira Guerra Mundial - A agenda está em curso

Todos os "vermelhos" se levantarão contra o imperialismo dos EUA e seus aliados.

O que não te contam sobre a situação atual do Brasil, leiam é importante.

O Caos começou na Venezuela, foi para Argentina e vem para o Brasil.

CUIDADO: FALSO ARREBATAMENTO A CAMINHO.

Jogo INWO também revelaque haverá um Falso Arrebatamento, "abdução", com noticias sobre queda de "meteoros, naves espaciais, e alienígenas"

Perigo: Evento solar de grande proporção deve ocorrer nos próximos meses

A inversão do campo magnético do Sol é de fato um evento de grande magnitude

26 de dezembro de 2009

Pensamentos para o ano novo.

Pensamentos para o Ano Novo

Por - Norbert Lieth -

1."...as coisas antigas já passaram..." (2 Co 5.17). O medo de viver, na verdade, origina-se na culpa e no pecado. Só quem se livrou do fardo do passado pode entrar leve e despreocupadamente pelo portal de um novo ano. Jesus Cristo é grande o suficiente para nos perdoar todos os pecados. Basta que os confessemos a Ele.

2. "...eis que se fizeram novas..." (2 Co 5.17). Alguém disse certa vez: "Um dia pode ser uma pérola, e um século, nada." Aquele que entregou sua vida a Jesus ganha a eternidade para si; quem vive sem Jesus está perdendo tudo desde agora.

3. "Oh! Tomara que me abençoes..." (1 Cr 4.10). Quando o talentoso artista Michelangelo começou a maior obra de sua vida na Capela Sistina, pintou primeiro duas mãos que abençoavam. Ele sabia o que também nós temos de saber para um novo ano: "Tudo depende da bênção de Deus".

4. "O que eu faço não o sabes agora; compreendê-lo-ás depois" (Jo 13.7). Muitas coisas que acontecem nos parecem estranhas, muitos caminhos de Deus para conosco parecem ininteligíveis, mas na eternidade vamos entender o porquê, pois Deus jamais erra.

5. "...a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus" (Gl 2.20b, Ed. Rev. e Corrigida). Para quem vive pela fé em Jesus, a fé de Jesus passa a se tornar efetiva: não existe fé maior do que essa. Viver com Jesus significa alcançar o alvo, pois Ele é o Autor e Consumador da fé (Hb 12.2).

6. "...faça-se a tua vontade..." (Mt 6.10b). Seguir ao Senhor com um coração íntegro e obedecer-Lhe traz bênção nunca imaginada e é o melhor pré-requisito para o sucesso espiritual. Dar finalmente o passo diante do qual vacilamos até agora nos faz felizes e nos conduz à liberdade.

7. "Sede vós semelhantes a homens que esperam pelo seu senhor" (Lc 12.36). William McDonald disse: "Não basta defender a verdade acerca de Sua vinda; essa verdade deve nos dominar". Os cristãos mais ativos e santificados são aqueles que contam com a volta de Jesus e que amam a Sua vinda. Por isso o pastor Wilhelm Busch recomendava: "Juntem-se aos crentes que esperam pela volta do Senhor".

(Norbert Lieth)

Feliz 2010 a todos.



20 de dezembro de 2009

Papel de presente.

A pequena Maria, com oito anos de idade, esperava com grande expectativa pela chegada do Natal. Ela tinha pensado muito a respeito de um presente com que poderia proporcionar uma alegria especial para seus pais neste ano. Será que seu pouco dinheiro seria suficiente para comprar alguma coisa bem bonita?
Certo dia ela descobriu um belo e colorido vaso na vitrine de uma loja e comprou-o imediatamente. Chegando em casa, começou a pensar no papel com que iria embrulhar seu presente e na fita para amarrá-lo. Um presente tão especial precisava de uma embalagem apropriada.
Mas, que tristeza! Ela já tinha gasto todo o seu dinheiro! Então ela embrulhou o vaso em folhas de jornal e escreveu um bilhete em letras bem grandes: "Para papai e mamãe. O papel é simples. Mas o presente é bom!" Maria desceu a escada na ponta dos pés e depositou seu humilde presente ao lado dos belos pacotes que já se encontravam na sala...

O maior presente que a humanidade já recebeu, o presente que trouxe alegria perene para tantos, que modificou o destino de milhões de pessoas, foi envolto em fraldas. Os panos grosseiros, de pouco valor, encobriam o maior de todos os Reis, o Filho de Deus, o Salvador do mundo.

Essa humildade presente no nascimento de Jesus caracterizou toda a Sua vida e revelou Seu caráter. Durante anos Jesus viveu longe do público, trabalhando na oficina de seu pai em Nazaré. E então vieram os anos de ministério público, quando Ele falava palavras de sabedoria e minorava os sofrimentos de uma humanidade caída. Ele não tinha lar nem riquezas para usufruir juntamente com Seu pequeno grupo de discípulos. Muitas vezes chegou a ser acusado por se relacionar com os excluídos da sociedade.
Ele vivenciou o clímax de Sua vida no monte do Calvário. Algumas horas antes de morrer de maneira cruel na cruz, encontrava-se diante de Pilatos com Suas vestes rasgadas e manchadas de sangue. E foi nesse estado que Ele respondeu ao centurião romano dizendo que era rei e que havia nascido para testemunhar da verdade. Nesta terra Ele jamais usou vestes reais, jamais uma coroa brilhou em Sua cabeça. Ao invés disso, coroaram-nO com escárnio, simbolizado pela coroa de espinhos. Após Sua morte, o corpo de Jesus foi amorosamente envolvido em lençóis de linho por José de Arimatéia, pois a partir desse momento Ele não usaria mais as vestes deste mundo. Ao terceiro dia Jesus ressuscitou com um novo corpo, maravilhoso e triunfante.
Em breve o mundo verá outra vez "este mesmo Jesus". Então Ele não estará envolto em fraldas nem usando as roupas que os pobres costumam usar, nem terá uma coroa de espinhos em Sua cabeça. Em Sua segunda vinda, Jesus aparecerá em toda a Sua majestade, coroado de glória e honra, como o poderoso Soberano do mundo. Todos os olhos O verão, todos os joelhos se dobrarão diante dEle e todas as línguas confessarão "que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai" (Fp 2.10-11).

Muitos se escandalizaram em virtude de Sua aparência exterior. Seus olhos só conseguiram ver Sua figura humana, Sua humildade. Jamais viram Sua beleza interior, Sua graça, Sua verdade e Sua divindade. Eles nunca pensaram que Jesus tornou-se pobre por amor a eles mesmos. Mas foi o que aconteceu, "pois conheceis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, se fez pobre por amor de vós, para que, pela sua pobreza, vos tornásseis ricos" (2 Co 8.9).

Nesta época de Natal, aceite a Jesus como seu Salvador! Foi para isso que Ele veio: "é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor" (Lc 2.11).


Boas festas e feliz ano novo a todos.
Super abraço 


Célio Siqueira.

12 de dezembro de 2009

Deus Queira.

DEUS QUEIRA

Deus queira que eu nunca me conforme
ou fique omisso com as injustiças sociais deste país.

O ideal seria que elas não existissem,
porém como isso parece ser impossível,
quero continuar sempre combatendo essas injustiças
e ajudando a construir um mundo melhor.

Se cada um de nós ajudar ou fizer um pouco,
rapidamente melhoraremos a qualidade
de vida do cidadão brasileiro.
Seja ensinando o bem a uma criança,
seja dando um emprego,seja ajudando um velho,
seja contribuindo,material ou espiritualmente,
para alguma causa,seja transmitindo um
pouco de amor e solidariedade ao seu próximo.
A responsabilidade é de toda a sociedade.

A missão de todo cidadão responsável é incluir na cidadania os excluídos.

SOMOS TODOS RESPONSÁVEIS

Retirado do livro "Somos todos responsáveis - Crônicas de um Brasil Carente" autor Milton Bigucci.-Siciliano.

6 de dezembro de 2009

Deus está sempre acessível.

Deus está sempre acessível! Nenhum tempo ou lugar nos separa da possibilidade de falar com o Senhor. Para encotrá-lo não há sala de espera em que tenhamos que passar horas angustiosas de incerteza. Uma visita ao médico muitas vezes exige paciência. Então surge logo a pergunta: durante quanto tempo terei que esperar? Quando chegará a minha vez? É desse modo que ficamos sentados nas salas de espera.

Não é assim com Deus. Com Ele, é bem simples – como está escrito em Hebreus 10.22: "aproximemo-nos..." Devemos exclusivamente ao nosso Senhor Jesus Cristo o termos esse acesso livre. A chave para ele é a fé: "aproximemo-nos..., em plena certeza de fé". Sem fé é impossível agradar a Deus (Hb 11.6). Sem fé, obstruímos o caminho até Ele. Sem fé, não percebemos o acesso livre. Somente a visão de fé nos conduz com segurança até Ele. O aproximar-se dEle é ao mesmo tempo um passo de fé. Hebreus 4.16 nos exorta bem concretamente: "Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna."

Um grande problema entre nós cristãos é a passividade e a indiferença. Se não dermos passos bem concretos de fé em direção a Ele, Deus não agirá. Sem buscarmos conscientemente Sua presença, não receberemos ajuda.

Um dos encontros mais impressionantes com Jesus certamente está relatado na história da mulher curada da hemorragia. Ela era incuravelmente enferma. Sem dúvida, ela tinha passado muitas horas nas salas de espera dos médicos durante sua vida – em vão. Está escrito que ela tinha gasto todos os seus haveres com consultas médicas e que ninguém tinha podido curá-la – até que teve contato com Jesus. Em Lucas 8.44 está escrito de maneira tão simples: "veio por trás dele e lhe tocou na orla da veste..." O passo de fé dessa mulher enferma levou à sua cura completa.

Com isso não quero dar a entender que sempre tem que acontecer necessariamente uma solução física ou prática dos nossos problemas. Com certeza, porém, o Senhor nos liberta do problema. Pode ser que o problema em si continue existindo – mas não se trata mais do seu problema, e sim do problema dEle! Ele lhe ajudará, Ele pode curá-lo. Talvez Sua interferência não ocorra como você imaginou, mas com certeza ela lhe será útil para a eternidade, curando a alma e o espírito!

Esse acesso livre está sempre disponível. Vamos dar passos de fé e abrir a porta – e ficaremos impressionados com a glória da Sua graça. Ele, o Todo-Poderoso, fez tudo por nós – basta que nos manifestemos!


Peter Malgo

3 de dezembro de 2009

Vaidade de vaidades..A relevância de Eclesiastes



Vaidade de vaidades! —diz o pregador, vaidade de vaidades! É tudo vaidade. Que vantagem tem o homem de todo o seu trabalho, que ele faz debaixo do sol?
(Eclesiastes 1:2-3).


A RELEVÂNCIA DE ECLESIASTES


O livro de Eclesiastes poderia nos fazer entrar em desespero se não fosse lido à luz do Novo Testamento. Ele descreve quão frágil a vida é, nos incentiva a fazer perguntas a nós mesmos e elimina toda arrogância humana. Ele nos lembra do que o mundo é sem um relacionamento com Deus: um lugar sem referências para o ser humano e sem resposta à necessidade inata de alegria. As pessoas não acharão em si mesmas os recursos para se tornarem genuinamente felizes, pois não podem aprimorar a sua própria natureza. Acima de tudo, elas não podem triunfar sobre a morte. Vive-se para buscar coisas que, no fundo, são engano e vaidade, alvos totalmente inúteis e vãos.


Eclesiastes, perspicaz e realisticamente, destrói todas as nossas ilusões. Ele tira todas as máscaras e nos mostra a real natureza das coisas. A mensagem dele é dura. No entanto, mais que nunca as pessoas estão vivendo superficialmente, enredadas em um turbilhão de informações, tecnologia e prazeres sem nem mesmo pensar sobre a vida que estão levando. Qualquer sociedade que rejeita a Deus inexoravelmente, perde o senso de direção e, por fim, termina enfadada, angustiada e destruída.


O Novo Testamento nos faz perceber o contraste entre nossa porção como cristãos e o que Eclesiastes mostra. O Senhor Jesus deseja nos transformar, dando-nos completa e eterna alegria que começa e termina em Deus. Até mesmo a morte perde seu efeito aterrador. O futuro não é mais desconhecido; o cristão descansa na segurança de “estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor” (Filipenses 1:23).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...