17 de julho de 2011

As Rodas de Ezequiel - Um caso ufológico ?

Abaixo estão breves comentários verso-por-verso sobre a visão de Ezequiel – com respeito a se o que ele viu era algum tipo de nave extraterrestre ou não.
A visão de Mike Heiser é que todos os elementos da visão de Ezequiel referindo-se a seres ou objetos podem ser traçados de volta à iconografia do mundo do antigo oriente. Ezequiel estava emprestando imagens divinas familiares aos babilônicos (e que judeus exilados certamente identificariam) para “informar” sua audiência de que o Deus de Israel era o verdadeiro Deus e ainda estava ativo (i.e., ELE, YHWH, ainda estava entronado no querubim, e não algum deus babilônico apesar das circunstâncias de Israel). Usar imagens e literatura do antigo oriente para propósitos teologicamente polêmicos era uma prática comum para escritores bíblicos (ver o épico Baal o confronto entre Elijah e os profetas de Baal). As imagens usadas abaixo vêm de um livro pelo grande estudioso alemão, Othmar Keel – Jahwe-Visionen und Siegelkunst: Eine neue Deutung der Majestatsschilderungen in Jes, Ez 1 und 10 und Sach 4 (“Visões de Yahweh e Arte de Selo: Uma Nova Interpretação dos Retratos Majestosos em Isaias 6, Ezequiel 1 e 10, e Zacaria 4″), Verlag Katholisches Bibelwerk, Stuttgart, 1984-85).

Eu também devo notar que Ezequiel 1 e 10 são considerados como entre os capítulos mais problemáticos de todo o Antigo Testamento no que tange problemas críticos ao texto e discordâncias de manuscritos. Eu evitei lidar com eles já que a maioria dos leitores não conhecerá o idioma hebreu ou nunca terá feito crítica textual. Se você quiser conhecer os problemas pertinentes, veja a seção de discussão textual de Leslie Allen, Ezequiel 1-19, World Biblical Commentary, e o artigo de Daniel Block.

Ezequiel 1 (eu vou tentar manter a descrição das criaturas e a plataforma que elas estão apoiando juntas – e assim o verso abaixo estará fora de ordem). As “rodas” e o “mecanismo” são aparentemente parte de / inseparáveis das criaturas. Eu agruparei esses versos também.

As Criaturas e a plataforma

4. Eu vi o seguinte: Do lado norte soprava um forte vento. Foi então que eu vi uma grande nuvem e um turbilhão de fogo. Havia claridade em torno da nuvem e, no centro, um brilho faiscante, bem no meio do fogo.

Obviamente, ainda não se fala de partes mecânicas.

5. Do meio da nuvem surgiu algo parecido com quatro animais, e cada um lembrava também uma forma humana. 6. Cada um tinha quatro rostos e quatro asas. 7. Suas pernas eram retas e seus cascos pareciam cascos de boi, só que eram brilhantes como bronze polido. 8. Debaixo das asas saíam mãos humanas pelos quatro lados. Seus rostos e asas também estavam voltados para as quatro direções. 9. A asa de cada um encostava na asa do outro. Ao se movimentarem, eles não se viravam, mas cada um ia para a frente. 10. O rosto deles era parecido com o rosto de um homem. Do lado direito tinham aparência de leão, e do lado esquerdo tinham aparência de touro. Os quatro tinham também aparência de águia. 11. As asas abriam-se para cima. Duas chegavam a encostar na asa do outro, e duas cobriam o corpo.

Aqui nós vemos os “seres” pela primeira vez. Note as imagens abaixo de estatuária que explicam essas figuras (salvo pela luminosidade, elas não lembram qualquer “ocupante” em avistamentos relacionados a OVNIs). As características relevantes são:

Aparência humana / humanóide
Quatro faces animais
Quatro asas
Pés retos
Cascos de boi

12. Todos se moviam para a frente, seguindo a direção para a qual o vento os conduzia. Enquanto se moviam, nunca se voltavam para os lados. (Na foto montagen com Heiser e Sitchin)

Eles aparentemente se moviam (tinham que se mover?) em conjunto

13. No meio dos animais havia uma coisa parecida com brasas acesas, queimando como tocha. Esse fogo se movia entre os quatro animais, era brilhante, e dele saíam relâmpagos. 14. Os animais, no seu vaivém, pareciam coriscos.

Esta contradição aparente ao dito acima (ou eles se moviam em conjunto ou não; ou eles tinham asas se tocando ou não – aqui eles são descritos como se movendo para frente e para trás) levou à noção de que estamos lidando talvez com dois grupos diferentes de criaturas.

22. Por cima da cabeça dos animais havia

aqui nós vemos que há algum tipo de plataforma acima das cabeças das criaturas; elas estão sustentando a plataforma.

uma coisa parecida com uma cúpula de cristal brilhante, estendida por cima da cabeça dos animais. 23. Sob a cúpula, suas asas ficavam voltadas uma para a outra, e cada animal tinha suas asas cobrindo-lhe o corpo. 24. O barulho de suas asas, que eu escutei, parecia o estrondo de águas torrenciais, como a voz do Todo-poderoso. Quando se moviam, ouvia-se um barulho como que de tempestade, como de acampamento. E quando paravam, abaixavam as asas. 25. Ouviu-se um barulho. 26. Por cima da cúpula que ficava sobre as cabeças dos animais havia algo parecido com uma pedra de safira, em forma de trono; e nele, bem no alto, algo parecido com um ser humano. 27. Vi em volta dele uma coisa como brilho faiscante, parecendo fogo, bem junto dele. Daquilo que parecia ser a cintura para cima, e também para baixo, havia algo brilhante como fogo, em toda a volta. 28. Esse brilho em torno dele parecia o arco-íris, que aparece nas nuvens em dia de chuva. Era a aparência visível da glória de Javé. Quando vi, caí imediatamente com o rosto no chão, e ouvi a voz de alguém que falava comigo.

Yahweh (Enlil ou Jeova), a deidade, está no topo de uma plataforma sendo sustentada pelas criaturas.

Resumo até agora: As características relevantes (nós iremos pressupor a luminosidade, já que só temos estátuas de pedra ao nosso alcance) até agora são:

Aparência humana / humanóide sustentando algum tipo de plataforma
Deidade em cima da plataforma
Quatro faces animais daqueles
sustentando a plataforma.

Ilustração: .Jeová, Yaveh ou javé Enlil (Deus Sumério)


Quatro asas nessas criaturas – asas tocando umas às outras

Criaturas têm pés retos que parecem cascos de boi

Ilustração 1 – Note as quatro faces

ezekie1 ceticismo

Ilustração 2 – Note as quatro asas e pés em cascos

das criaturas “sustentando” o deus do céu
(que de todo jeito pode voar!)

ezekie2 ceticismo

Ilustração 3 –Note as (quatro) pontas de asas das
criaturas tocando umas às outras
enquanto sustentam o deus e seu trono (ver Ezeq. 1:22ff.)

ezekie3 ceticismo

Ilustração 4 – Note o mesmo aqui
(apenas duas asas são visíveis na posição reclinada)

ezekie4 ceticismo

Ilustração 5 – Note os pés de cascos de boi na base do trono

ezekie5 ceticismo

Ilustração 6 – Note que na icnonografia do oriente antigo,
podia haver uma variedade de criaturas que sustentavam o trono
do(s) deus(es). Abaixo está uma amostra (se você quiser mais, por favor
confira a fonte abaixo).

ezekie6 ceticismo

E quanto a essas Rodas ?

15. Observando, vi uma roda no chão, ao lado de cada um dos quatro animais.

Aqui está uma roda — apresentada a nós do nada. Está claramente NO chão

16. No aspecto e estrutura, as rodas

agora nós temos mais de uma roda e algum tipo de mecanismo [estrutura, wheelwork] (Hebreu, GALGAL) descritos abaixo

tinham o brilho do topázio. O formato de uma era o formato das quatro; o aspecto e estrutura delas eram como se uma roda estivesse no meio da outra. 17. Rodavam para os quatro lados sem precisar virar. 18. O aro delas era muito grande e estava cheio de olhos por toda a volta. E isso, nas quatro rodas. 19. Quando os animais se moviam, as rodas se moviam junto com eles; quando os animais se levantavam, as rodas também se levantavam. 20. Na direção para onde ia o vento, iam as rodas. Elas subiam junto com os animais, porque o espírito dos animais estava nas rodas. 21. Quando os animais andavam, as rodas andavam também; quando os animais paravam, as rodas também paravam; quando eles se levantavam do chão, as rodas também se levantavam, porque o espírito dos animais estava nas rodas.

Ilustração 7 – Note o seguinte: (1) uma plataforma com rodas; (2) cabeças bovinas com asas se tocando –
e há 4 asas – algumas se tocam no topo, outras dobradas
no corpo da criatura; (3) pés com cascos adjacentes às rodas

ezekie7 ceticismo

Ilustração 8 – Embora não tão precisa quanto a imagem acima,
A imagem abaixo mostra deidades sendo transportadas em
plataformas / charretes com rodas que também podem voar

ezekie8 ceticismo

E quanto aos olhos nas rodas ?

1:18. O aro delas era muito grande e estava cheio de olhos por toda a volta.

Embora eu tenha visto pelo menos uma representação iconográfica de uma plataforma “com olhos”, ela ainda não está nas fontes que eu tenho (esperançosamente eu poderei encontrá-la novamente). Porém, nós sabemos que a visão de Ezequiel 1 está incompleta-a mesma visão no capítulo dez adiciona alguns detalhes interessantes:

Eze 10:9 9. Olhando bem, notei quatro rodas junto dos querubins (aqui nós descobrimos que as criaturas no capítulo 1 eram “querubins”), cada uma junto de um deles. E as rodas pareciam ter o brilho do topázio. 10. As quatro rodas tinham a mesma aparência. Sua estrutura era como se uma roda estivesse encaixada dentro da outra, 11. para que pudessem rodar nas quatro direções, sem ter que girar, pois já estavam orientadas na direção em que rodavam; enquanto avançavam, não se viravam. 12. Todo o corpo dos querubins, costas, mãos, asas e também as rodas, tudo estava cheio de olhos por todo lado.

Curiosamente, o querubim TAMBÉM estava coberto de olhos (onde estão as descrições de OVNIs / aliens combinando com isto?). EU de fato tenho algumas imagens onde criaturas aladas / querubins estão cobertas de olhos. A melhor é a que está abaixo:

Ilustração 9 – Note os olhos, as quatro asas, a aparência
humanóide (completa com um falo) e mãos humanas

ezekie9 ceticismo

O ponto de tudo isso é notar o fato que nenhum dos elementos da visão de Ezequiel é externo à iconografia religiosa da época (ou antes da época de Ezequiel). O elemento de nuvem / tempestade da visão é muito comum no Antigo Testamento, e é principalmente voltado a Baal, o rei dos deuses em Ugarit (o deus da tempestade), que está fora da Babilônia, ambos terrivelmente comuns no pensamento Israelita. Assim a visão de Ezequiel, em muitos aspectos, é uma amálgama de retratos teofânicos Israelitas (antigos) de Yahweh e elementos babilônicos, todos com a intenção de deixar Yahweh “apropriado”, expulsando o(s) deus(es) pagão(s)).

* Michael S. Heiser é um estudioso nas áreas de estudos bíblicos e do antigo Oriente Próximo. Ele é o Editor Acadêmico da Logos Bible Software . Mike ganhou o mestrado e doutorado na Bíblia Hebraica e Línguas semíticas da Universidade de Wisconsin-Madison, em 2004. Ele também ganhou um mestrado em História Antiga da Universidade da Pensilvânia (campos principais: Antigo Israel e egiptologia). Seus principais interesses de investigação são a religião israelita (especialmente de Israel divina conselho ), a teologia bíblica, antigo, religião oriental, bíblica e antigos idiomas semitas, e antiga monoteísmo judaico binitarian . e autor do livro ‘The Facade‘.

Nota do tradutor: todas as citações do Antigo Testamento (Ezequiel, cap.1 e 10) foram retiradas de uma versão eletrônica em português da Bíblia. No texto original, Michael Heiser comenta citando a partir da Bíblia em inglês, versão King James. Para qualquer discrepância, confira o texto original de Heiser.

Fonte: ceticismoaberto.com

Nota: Inseri por conta algumas imagens ilustrativas a fim de esclarecer melhor o texto.

Agora vejam o vídeo abaixo para melhor entendimento.


O Livro de Ezequiel é mais uma das milhares e milhares de provas que mostram com toda a clareza que no passado as pessoas foram visitadas e influenciadas por seres extraterrestres [ou do futuro].

Ele sendo um homem da era primitiva que não conhecia a ciência, e também num tempo onde não havia educação, tentou descrever o melhor que pode o que hoje em dia seria identificado como um disco voador [rodas dentro de rodas], provando então que a religião Judaico/cristã é produto de relacionamentos de homens semi-analfabetos com seres extraterrestres(Anunnakis) que os manipulava facilmente. (Ler Gen. 6:4)

Isso é algo que aparece nas minhas memórias, as religiões num geral [judaísmo, cristianismo, islamismo,hinduísmo] são todas criações dos extraterrestres que tem os humanos da Terra como sua criação e servos.

http://osaltociencia.blogspot.com

Nota: Sobre o Titulo da postagem, " As rodas de Ezequiel, um caso ufológico?"

A Resposta é Sim!



Para mim está mais que claro que seres extraterrestres (Anunnakis: Aqueles que do céu vieram a terra Leia Gen.6:4) vieram para a terra no passado, e se intitularam deuses.

Um abraço

Célio.

0 comentários:

Postar um comentário

Membros deste blog e usuários das contas google, podem postar comentários.
Serão aprovados comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais(e-mail, telefone, RG etc.) ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.
Serão aceitos comentários somente de seguidores deste blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...