26 de outubro de 2011

Assim no passado como no presente. as almas mercenárias. Atualizado.





Ola seguidores do meu blog.


Me vi na obrigação de copiar o texto do blog do Genizah, justamente hoje de manhã estávamos comentando um assunto que tem muito, mais muito a ver com o texto abaixo. Leia com atenção.


Almas Mercenárias


2 Pedro 2 E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade. E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita. CONTINUE LENDO


Robson Lelles
Tem se tornado comum a referencia aos líderes apóstatas da Palavra de DEUS como bispulhasapústulas e putriarcas. Da minha parte, prefiro descrever suas abominações a nomeá-los, ou como diz o dito popular “narrar o milagre e omitir o santo”, pois creio que os atos abomináveis em si já identificam os agentes. Creio também que é possível que em algum momento eles se arrependam e retornem ao caminho do Pai, valendo-se de seus dons e talentos para causas realmente nobres e menos pecuniárias.

Há um detalhe, porém, que me salta aos olhos: Nenhum tirano prevalece sem seu séquito de almas mercenárias. Hitler não teria saído dos discursos inflamados sobre caixotes nas ruas da Alemanha pós-guerra sem que houvessem aqueles dispostos a alimentar a sua abominação. O recém-defunto Kadhaffi não teria permanecido por 42 anos no poder sem o suporte de boa parte do povo líbio. Ou seja, tão culpado quanto os ditadores e líderes eclesiásticos apóstatas é o povo que os alimenta e enriquece. Tão desprezíveis quanto os bispulhasapústulas e putriarcas é o seu exército de almas mercenárias.

O cão voltou ao seu próprio vômito, e a porca lavada ao espojadouro de lama.
A alma mercenária tem seu comportamento ditado por aquele que lhe oferecer mais daquilo que ela deseja: a proximidade com o poder, sem no entanto trazer para si o ônus da responsabilidade de quem de fato detém o poder. Daí que, pelo ralo, escorrem a justiça, a misericórdia e a magnanimidade dos líderes legítimos, restando a calúnia, a difamação, o autoritarismo e a truculência covarde.

Inicialmente, a alma mercenária se comporta como quem tem as melhores intenções. Em pouco tempo, porém, aqueles que a cercam se apercebem do que há de verdadeiro ali: a cobiça do poder irresponsável, o “sair na foto”, o “ser visto junto”. A alma mercenária se reconhece incompetente para o poder que almeja, mas não resiste ao menor sinal de que as migalhas cairão da mesa dos poderosos, ao alcance das suas mãos.

A alma mercenária é frequentemente escorraçada da presença de seus ídolos. Apesar de servi-los, sua presença contínua e próxima lhes é abjeta. Quando isso acontece, rosnam, murmuram e amaldiçoam a mão que a enxotou. Ato contínuo, sai em busca de quem dê ouvidos aos seus lamentos intermináveis. No entanto, ao menor sinal de simpatia de seu ídolo perverso, retorna, lépida e fagueira, como um cão que abana o rabo para o homem que há pouco o surrou. Passa então a murmurar contra aqueles que há pouco suportavam seus gemidos de humilhação.

A alma mercenária não se dá conta que toda sua utilidade se resume a fazer o trabalho sujo para o predomínio da abominação que ela segue, o que a torna tão culpada quanto. Os assassinos extremistas e os difamadores sistemáticos são exemplos de almas mercenárias, capazes de destruírem suas próprias vidas em troca de um aceno de cabeça de seus ídolos humanos. Sua percepção limitada do que é a vida os impede de construir sua própria prosperidade, por isso optam por contemplar a prosperidade de seus ídolos como se sua fosse, jactando-se do poder alheio como se fosse seu próprio.

A personalidade da alma mercenária é fartamente ilustrada na literatura secular, mas encontra sua perfeita descrição em 2 Pedro 2.

Nos romances, são os assistentes dos cientistas loucos, prontos a gargalhar ante o triunfo diáfano de seus mestres, mas sem a necessária agilidade para escapar de suas explosões de fúria nos momentos de frustração de seus intentos malignos. São os escravos dos grão-vizires que tramam contra os califas. São os bobos-da-corte dos imperadores do mal, prontos para encenar pantomimas que aplaquem o ódio que corrói o coração de seus mandatários.

Almas mercenárias não tem outro objetivo na vida a não ser o de servir a homens de poder. Não conseguem entender o sentido de um relacionamento direto com DEUS, daí dependerem de déspotas fascinantes e carismáticos que lhes ditem o caminho a seguir. Mergulhados em sua miséria espiritual, mendigam por um olhar simpático de seus deuses-homens, nem que seja de relance.

Não consideram buscar a Verdade, pois esta lhes é por demais pesada, se comparada à mentira que vivem no dia-a-dia. Chegam a se orgulhar das correntes atadas às suas mãos e pés e que os fazem constantemente tropeçar na sua sofrida caminhada. São porcos lavados que retornam à lama para chafurdar. São cães que vez por outra expelem o que lhes está a envenenar, mas retornam avidamente a lamber de volta todo o veneno que os consome.

Não à toa, a expressão inglesa para mercenários é justamente “cães de aluguel”.




 Robson Lelles é amigo do Genizah

Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/2011/10/almas-mercenarias.html#ixzz1btdzEaxL
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike





Nota A Verdade Liberta.


É incrível ainda o numero de pessoas que estão seguindo esses cães de aluguel.


Quero chamar a atenção para um assunto.


Vou entrar brevemente na questão dos dízimos, que ao meu entender "não são da graça", e sim da lei, pois a nova aliança Jesus Cristo Salvador dos homens não nos impõe nenhum fardo pesado, ele mesmo tomou sobre si tudo, nossas transgressões e corrupções, e tudo mais.


"Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes." 
Malaquias 3:10



Esse trecho de Malaquias já deixou milhares de cães gulosos milionários.



Não pode haver maior equívoco do que  presenciar em nossas igrejas pessoas sinceras colocarem uma certa quantidade de dinheiro dentro de um envelope, valor correspondente a 10% de seus ganhos e saírem satisfeitas achando que deram dízimos ao Senhor. Elas precisam aprender o que significa dízimo. Biblicamente falando.
Dízimo na Bíblia nunca está relacionado a dinheiro. Nunca. Nunca.Dízimo sempre está relacionado a comida, alimentos, produção agro-pecuária.

Não que não houvesse dinheiro nos tempos bíblicos. Algumas taxas para o Templo só eram aceitas em forma de dinheiro (Êxodo 30:14-16 e 38:24-31). O dinheiro era utilizado para comprar sepulturas (Gênesis 23:15-16). O dinheiro era usado para comprar bois para serem oferecidos em sacrifícios. (II Samuel 24:24). Era utilizado para pagar tributos vassalos. (II Reis 23:33,35). Era utilizado para comprar imóveis (Jeremias 32:9-11). Para pagar salários (II Reis 22:4-7). Para fazer câmbios (Marcos 11:15.17). 

O próprio Jesus foi vendido por dinheiro. 





Vejam bem, já estão levando nos puptos de igrejas, modelos da Arca da Aliança, pseudos pastores com roupas brancas que lembram pais de santo, e outras aberrações.




Não demora muito e logo estarão fazendo holocaustos novamente, sacrificando animais como se fazia antigamente, a um suposto deus "alienígena" quem lê entenda, achando que estão agradando a Deus o Pai de amor com seus sacrifícios, esquecendo o que está escrito: Oséias 6:6 “Misericórdia quero, e não sacrifício


Estão voltando ao velho, velho evangelho, velha aliança, rejeitando a nova aliança que é Jesus, vituperando-o todos os dias. 


Estão emporcalhando o evangelho, usando-o para lucro e condenação.


‎"O evangelho não denuncia pecado nem pronuncia julgamento. Ele anuncia salvação."



Ora que ninguém se engane, não é isto que temos visto, que a graça e o amor de Deus o Pai, O Seu Reino produz em ninguém que esteja de fato N'Ele.


“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o Reino de Deus. 


Mas o fruto do Espírito é: caridade (amor), gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. 


Contra essas coisas não há lei.” Gl 5.19-23



Sábado pela manhã, fui atender ao portão, e uma senhora "daquela famosa religião" com uma moça ao lado e uma bíblia na mão, me esperava pra me dar segundo ela, uma palavra de esperança.




Muito educadamente eu lhe dei bom dia e perguntei-lhe se ela sabia quem era exatamente o deus que ela seguia, ela me disse que sim.







Que a bíblia sagrada, a "palavra de deus" dizia a verdade sobre seu deus, Jeova.


Eu disse: Isso é porque te ensinaram assim , mudaram a verdade em mentira, e isso desde o princípio, porque o DIABO é o pai da mentira e desde o princípio vem agindo dessa forma, mudando a verdade em mentira.


Eu lhe disse, a palavra de Deus o Pai, o verbo revelado que se fez carne, se chama JESUS CRISTO, o único nome que foi colocado acima de qualquer outro, mas parecia que ela continuava a não entender.


Eu pedi a ela que pesquisasse por si mesma quem de fato era o tal Jeová, começando somente por Gen. 6, porque foram os filhos desse deus, "os anjos",  que transaram com as mulheres da terra e a maldade no mundo se multiplicou, depois então esse "deus" resolveu afogar tudo num grande dilúvio, porque? Por amor??


Bem depois de mais algumas palavras ela foi embora meio sem graça, espero honestamente que ela procure ter um melhor entendimento sobre quem de fato é Deus.


“Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?” (Gálatas 4 : 16)


Prezado leitor pare um pouco pra ler esse texto do livro da bília e medite.


E, se alguém cuida saber alguma coisa, ainda não sabe como convém saber.


Mas, se alguém ama a Deus, esse é conhecido dele.


Assim que, quanto ao comer das coisas sacrificadas aos ídolos, sabemos que o ídolo nada é no mundo, e que não há outro Deus, senão um só. 


Porque, ainda que haja também alguns "que se chamem deuses", quer no céu quer na terra (como há muitos deuses e muitos senhores),

Todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós por ele.
(1 Coríntios 8:2-6)



E pensar que ainda tem muita gente andando numa tremenda escuridão, achando que está na luz, seguindo falsos deuses e seus ministros, cães gulosos falsos doutores da bíblia, profetas inúteis ao evangelho da salvação, e mestres em si mesmos.


Será que da pra se ter uma idéia de quão grande é a escuridão que muitos se encontram?


“Ora, este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram mais as trevas do que a luz, pois as suas obras eram más” (Jo 3,19).


Essa babilônia vai cair, eu creio.


Pensem sobre isso. 


Um abraço a todos


N'Ele que é luz para as nações
Célio 



Siga este blog em seguidores.

3 comentários:

Postar um comentário

Membros deste blog e usuários das contas google, podem postar comentários.
Serão aprovados comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais(e-mail, telefone, RG etc.) ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.
Serão aceitos comentários somente de seguidores deste blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...