11 de outubro de 2011

Ilhas Canárias em atividade sísmica - Atenção - ATUALIZADO - Alerta Vermelho


Acompanhe passo a passo!!
Click aqui

Apenas fique atento, sem pânico. São apenas possibilidades.

Uma erupção do vulcão Cumbre Vieja, na ilha La Palma, jogaria no mar um pedaço de terra com 500 km3.

A queda provocaria a formação de ondas gigantes
O intervalo entre uma onda e outra seria de apenas 10 minutos.

Logo que começassem a se formar, cada uma delas teria 120 quilômetros de comprimento e em apenas 1 hora, as ondas chegariam a uma velocidade de 720 km/h e atingiriam a costa do Marrocos com elevações de 100 metros


Enquanto viajam pelo mar, as ondas perdem velocidade e ficam menores em comprimento.



RECIFE - BOA VIAGEM - BRASIL

Já a altura cresce à medida que elas se aproximam da costa
As ondas seriam fatais para cidades baixas, como a capital do Pará.

"A parte mais alta de Belém tem só 30 metros de altura. O famoso Mercado Ver-O-Peso, por exemplo, ficaria encoberto por água", diz José Geraldo Alves, do centro de geociências da Universidade Federal do Pará.


Jericoacoara - Adeus às dunas
As ondas arrastariam estruturas sem raízes fixas, como bancos de areia.

Uma energia tão grande quanto a de um tsunami faria em minutos o trabalho de anos do vento e é bem possível que as dunas fossem varridas do mapa.

Fernando de Noronha - A vida marinha no arquipélago, atingido em cheio, seria muito afetada.

O impacto da água poderia destruir os corais e, com isso, modificar todo o ecossistema. Dezenas de espécies de animais poderiam morrer. Entre eles, muitos golfinhos.

O Brasil não será a única vítima das ondas gigantes nas Américas.
O tsunami também pode levar à destruição das ilhas caribenhas e de alguns estados americanos, como a Geórgia e a Flórida, que poderiam ser atingidos 9 horas após o início do tsunami

Destruição nacional
As ondas que atingiriam o Norte e o Nordeste dos USA teriam 20 metros de altura e 6 quilômetros de comprimento.

"Elas poderiam levar tudo o que estiver perto da costa. Em locais onde a topografia é baixa, podem alcançar até 10 quilômetros território a dentro", diz

StevenWard - Institute of Tectonics, University of California at Santa Cruz


laura botelho

http://bloglaurabotelho.blogspot.com/2011/10/ilhas-canarias-em-atividade-sismica.html





Atenção sobre comentários neste blog.

Prezado leitores.

Até o momento, todos os leitores que tem conta no google podem comentar, mas se o nível dos comentários vier a ficar muito ruim, somente serão aceitos comentários de membros do blog.

Não estou podendo responder a todos os comentários, o numero deles tem aumentado muito.

Relato também a todos que  vários comentários indelicados foram excluidos, sendo assim, aprovarei os comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas a outros leitores ou ao dono deste blog, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluidos. 

Erros de português não impedirão a publicação de comentários.

Sempre peço a todos que leiam e tirem suas próprias conclusões sobre os assuntos abordados, e não usem este blog como fonte única de informações.

Pesquisem sempre em outras fontes.

Agradeço a compreensão de todos, 


Célio




ATUALIZAÇÃO


La Restinga - El Hierro
FOTO DE LA HESTINGA- EL HIERRO - ILHAS CANARIA

Emitido comunicado urgente para retirar população


Por Lusa Hoje



O Governo do arquipélago das Canárias deu instruções à população

 da região de La Restinga, no lado oeste da ilha de El Hierro, 
para que se prepare para ser retirada da zona, como medida 
preventiva face a uma erupção vulcanica submarina.

As autoridades do arquipélago espanhol emitiram um 

comunicado urgente cerca das 14:00 locais (mesma hora em Lisboa),
 onde sublinham que a retirada da população da zona é
 "uma medida preventiva" perante "a possibilidade da 
migração do foco eruptivo (do vulcão submarino) para 
mais próximo da costa.

A população de La Restinga, 547 pessoas, é a que se

encontra mais próxima da zona da erupção submarina,
 que não é visível à superfície mas que está a provocar 
actividade sísmica, e os habitantes receberam instruções 
para se concentrarem num campo de futebol de onde serão 
retirados por equipas de protecção civil.

Desde as 04:00 de segunda-feira que especialistas dizem 

estar a ocorrer uma erupção submarina, não visível à superfície 
porque se localizar a cerca de 2.000 metros de profundidade e 
a uma distância entre cinco e sete quilómetros da costa.

Alicia Garcia, uma das investigadoras do Conselho Superior 

de Investigações Cientificas (CSIC) que está em El Hierro a 
acompanhar a actividade sísmica que se regista na zona 
desde Junho, explicou à Lusa na segunda-feira 
que os cidadãos em terra 
só veriam qualquer manifestação da 
erupção se houvesse novas bocas eruptivas no vulcão.
"Temos que estar pendentes da informação que estamos 
a recolher das estações sísmicas, para o caso de se abrirem
 novas bocas", disse.
Só se uma boca se abrir a menor profundidade, pelo menos 
600 metros, seria possível ver em terra alguma explosão, explicou.

Desde Julho já foram registados em El Hierro mais de 

9.600 sismos, o mais forte dos quais, na noite de sábado 
passado, alcançou uma magnitude de 4,3 na escala de Richter.


Esta é a primeira erupção em Espanha desde 1971, quando 

ocorreu a erupção do vulcão Teneguia na ilha de La Palma, 
também no arquipélago das Canária.
http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=2048784&seccao=Europa&page=-1





Elevado para vermelho nível de alerta em La Restinga

por LusaHoje

As autoridades de emergência do arquipélago espanhol 
das Canárias elevaram hoje para vermelho o 
nível de alerta por risco vulcânico na zona de 
La Restinga, na parte oeste da ilha de El Hierro.
A decisão foi comunicada aos jornalistas por Juan Manuel Santana, director-geral da Segurança e Emergências do Governo das Canárias, depois de as autoridades terem anunciado, em comunicado urgente, a evacuação da localidade de La Restinga.
Segundo Santana a decisão de elevar o estado de alerta abrange apenas La Restinga, continuando o nível amarelo no resto da ilha.
Trata-se de uma medida preventiva, numa altura em que as populações da zona - onde vivem cerca de 500 habitantes - estão a ser retiradas das zonas baixas para se concentrarem na parte mais alta.
Eventualmente os habitantes da zona podem mesmo vir a ser transferidos para Valverde, a capital de El Hierro.
Até lá, porém, está já instalada uma tenda da Cruz Vermelha, num campo de futebol na zona, para acolher os habitantes que ali começam a chegar depois de abandonarem as suas casas.


Isso é uma pequena amostra do que pode acontecer caso alguns dos vulcões nas Ilhas Canárias entre em erupção.
Ative a legenda no CC.

0 comentários:

Postar um comentário

Membros deste blog e usuários das contas google, podem postar comentários.
Serão aprovados comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais(e-mail, telefone, RG etc.) ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.
Serão aceitos comentários somente de seguidores deste blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...