22 de novembro de 2011

Forte terremoto na Bolívia - ATUALIZADO - Reflexos foram sentidos em Campinas - SP



Dados recebidos da Rede Sismográfica Global (Iris-GSN) mostram que um intenso abalo sísmico que atingiu 6.2 graus de magnitude foi registrado Em território boliviano, em local a ser determinado as 16h48 pelo horário de Brasília (22/11/2011). O violento abalo teve seu epicentro localizado sob as coordenadas 15.34S e 65.11W, a 533 km de profundidade. O mapa abaixo mostra a localização do epicentro.









Apesar da grande intensidade do abalo, a profundidade em que ocorreu o evento favorece a dissipação da energia antes de chegar à superfície.

Um terremoto de 6.2 graus de magnitude libera a mesma energia que a detonação de 1 bomba atômica similar a que destruiu Hiroshima em 1945, ou a explosão de 29925 toneladas de TNT.

Importante: Esta notícia pode sofrer alterações ao longo do dia.

FONTE
http://www.apolo11.com/terremotos_globais.php?titulo=Forte_terremoto_sacode_na_regiao_da_Bolivia_em_local_incerto&posic=dat_20111122-171527.inc


  
Atualizado: 18:18hs

Terremoto de 6,2 graus atinge a Bolívia sem causar danos

Um terremoto de 6,2 na escala de momento ocorreu nesta terça-feira na Bolívia sem deixar vítimas ou danos, segundo informações preliminares do Observatório San Calixto, em La Paz.
"Foi registrado às 14h48 locais (16h48 de Brasília) na província Moxos (Departamento de Beni, norte) a 540 quilômetros de profundidade", informou Guido Avila, do Observatório San Calixto, depois de confirmar informações procedentes de especialistas do Serviço de Vigilância Geológica dos Estados Unidos (USGS), em Washington.
"Há indicações de que foi sentido nas cidades de La Paz e Cochabamba, principalmente em edifícios. Não há registros de danos materiais nem pessoais", acrescentou Avila.
De acordo com Avila, este "é um sismo muito profundo e a essa profundidade não pode causar danos". Informações de rádios locais relataram momentos de medo em edifícios altos de La Paz e Cochabamba, embora o movimento não tenha sido sentido pela maior parte da população.
O USGS, que inicialmente estimou em 6,7 a magnitude, localizou o epicentro do terremoto 184 km a sul-sudoeste de Santa Ana (norte da Bolívia).


Moradores de 3 bairros de Campinas, sentem reflexos de tremor na Bolívia


Segundo a Defesa Civil, foram recebidos chamados do Cambuí, Centro e Bonfim

Moradores de três bairros de Campinas sentiram os reflexos de um terremoto de 6,2 graus na escala Richter, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), que atingiu a Bolívia no fim da tarde desta terça-feira (22). Segundo a Defesa Civil, foram recebidos vários chamados do Cambuí, Centro e Bonfim, de pessoas que se assustaram e buscavam informações sobre o abalo. O tremor foi sentido durante a chuva que atingiu a cidade por volta das 17h30. O órgão informou que não houve nenhum dano e ninguém se feriu.
O Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura), da Unicamp, registrou pequenas trepidações na cidade de São Paulo. A intensidade só será divulgada quando os relatórios oficiais forem emitidos.
Chuvas
A assessoria de imprensa da Prefeitura de Campinas informou que houve dois pontos de alagamento no Centro, com ventos de 20 km/h.
Bolívia
O tremor ocorreu a 60 quilômetros da cidade de Trinidad, 251 da cidade de Cochabamba e 350 quilômetros da capital La Paz, onde se sentiu o abalo pelos movimentos de móveis nas residências. Segundo os dados fornecidos pelo USGS, a profundidade do tremor foi de 533 km. Autoridades locais ainda estão avaliando os danos.

Saiba mais

0 comentários:

Postar um comentário

Membros deste blog e usuários das contas google, podem postar comentários.
Serão aprovados comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais(e-mail, telefone, RG etc.) ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.
Serão aceitos comentários somente de seguidores deste blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...