7 de março de 2013

Coisas estranhas na morte e no velório de Hugo Chaves, cheiro de golpe de estado.


O mundo inteiro parou, e não se fala noutra coisa desde o dia 5, quando foi oficialmente anunciada a morte de Chávez. Tenho pouco a comentar sobre isso pois, como venho dizendo há tempo, minha principal preocupação é a situação política do país, governado por usurpadores, verdadeiros urubus se refestelando na carniça de um defunto ainda quente e brigando pela repartição do botim.

Toda a trajetória desse déspota sanguinário foi marcada pela mentira e ocultação de fatos que deveriam ser do conhecimento dos venezuelanos, desde seus atos em vida - sobretudo como e com quem gastava a fortuna oriunda do petróleo -, passando pela sua doença e finalmente sobre sua morte. O chefe da guarda presidencial de Chávez, general José Ornella, anunciou que ele morreu em conseqüência de “um enfarto fulminante”. Segundo Ornella, Chávez “não podia falar, mas disse com os lábios: ‘eu não quero morrer, por favor, não me deixem morrer’, porque ele queria muito a seu país, se imolou por seu país”.

Como até hoje não se sabe a realidade dos fatos, qualquer especulação ou conto serve de consolo. E dentre essas incontáveis histórias divulgadas com a finalidade de mostrar um homem bom e generoso, agora ele aparece não só como “católico” senão como que “morreu no seio da Igreja”. Parece contraditório que esta informação parta de comunistas ateus, como o próprio Chávez que se exibia em público beijando um Crucifixo, mas faz parte do jogo de desinformação, uma vez que a Venezuela possui 90% de católicos no país. Esta seria, então, a maneira mais fácil de conquistar parcelas enormes não só da população nacional como também internacional, que denunciavam os horrores do comunismo que vinha sendo implantado no país. Nenhum católico venezuelano esquece as heresias ditas no vídeo abaixo. Então, alguém que levou toda sua vida afrontando a Deus, perseguindo a quem se opunha à sua ditadura e que NUNCA pediu perdão pelos seus atos cruéis e criminosos contra pessoas inocentes, não pode ter “morrido no seio da Igreja” porque, para isto, era necessário o arrependimento e o pedido de perdão, às suas vítimas e a Deus. Assistam ao vídeo.



E a farsa prosseguiu durante o velório, pois conforme mostra a foto abaixo, Chávez aparece em um caixão saindo do Hospital Militar, e em outro completamente distinto durante o cortejo e o salão onde está sendo velado. Como pôde isto? Por que a troca de caixões? Especula-se, mais uma vez, que o primeiro caixão foi o que o transportou de Cuba à Venezuela mas como era totalmente fechado, providenciou-se outro com uma janela de vidro. Há ainda outro mistério: por que não há nem se pode tirar fotos do ilustre defunto? As pessoas estão sendo rigorosamente revistadas, conforme relata um repórter da agência AFP, para que não entrem no recinto com câmeras fotográficas de nenhum tipo e ficam apenas 10 segundos se despedindo. Há sobre o seu corpo uma faixa vermelha bordada em letras douradas a palavra “Milícia”, uma organização para-militar criada por ele com 120.000 civis em armas, prontos para “defender a pátria”... dos seus compatriotas contra-revolucionários!


Quem assistiu à declaração de Nicolás Maduro viu quando ele chorou emocionado ao informar que Chávez havia morrido. No entanto, a foto abaixo tirada ontem no velório, mostra-o em companhia de Evo Morales onde ambos sorriem absolutamente inadequada a um velório. De que ri Maduro um dia após ter chorado em cadeia de televisão a morte de seu chefe e melhor amigo? Ri de felicidade por ter conseguido dar um criminoso golpe de Estado na Venezuela, com a anuência de TODOS os países pertencentes à ALBA, Foro de São Paulo e OEA, pois na reunião emergencial havida em 10 de janeiro naquele órgão, o único a apontar o crime constitucional que se estava cometendo foi o embaixador do Panamá, Guillermo Cochez, o que acabou lhe custando a exoneração do cargo.



Vale a pena revisar o que vem ocorrendo desde que Chávez deixou o país em 11 de dezembro de 2012:

1. No dia 10 de janeiro de 2013 encerrava-se um período presidencial e começava outro. Nesta data, Chávez deveria se juramentar e nomear seu novo vice-presidente, o que não ocorreu dada a sua impossibilidade física. Numa atitude claramente ilegal e inconstitucional, a presidente do Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) Luisa Estella Morales decide que, como houve uma re-eleição, se poderia “estender” o prazo até que Chávez estivesse em condições;

2. Com este golpe, dona Luisa Estella além de ratificar Maduro no cargo de vice-presidente, ratificou também  o seu próprio cargo e dos demais membros do governo como ministros, embaixadores, comandos militar, etc.;

3. Considerando que esta atitude fosse legal, a sentença da Sala Constitucional agora fica vencida com a morte de Chávez, caraterizando-se sua “ausência absoluta e definitiva”;

4. Conforme reza a Constituição Nacional em seu Art. 233, o cargo de presidente da República fica legalmente vacante devendo assumi-lo o presidente da Assembléia Nacional, Diosdado Cabello, e novas eleições devem ser convocadas em 30 dias, uma vez que Chávez morreu sem tomar posse. Portanto, todos os cargos ocupados atualmente expiraram, perderam a validade;

5. Conforme reza também a Constituição, como “Presidente Encarregado” Maduro não se inabilita a concorrer às eleições mas como vice-presidente ele não poderia, teria que renunciar, mostrando claramente uma jogada política planejada desde que Chávez concorreu às últimas eleições, SABENDO que não viveria para tomar posse! Assim, ele garantiu - por ordem dos ditadores Castro - a perpetuação de seu projeto revolucionário, e através desses mesmos ditadores é que Maduro vem tomando as atitudes mais espúrias e ilegais num país sem lei. Tudo fora planejado para que Diosdado Cabello NUNCA assumisse o cargo que constitucionalmente lhe cabia, pois os Castro temiam perder as regalias que recebem e que Cabello, que goza de prestígio no meio castrense, levasse os militares a uma sublevação.

A doutora Blanca Rosa Mármol de León, ex-magistrada da Corte Supre de Justiça venezuelana e cuja aposentadoria foi “apressada” pela presidente do TSJ, deu uma entrevista a Pedro Corzo da Radio Martí, e confirma todas as denúncias que eu já vinha fazendo desde fins do ano passado e começo deste. Ouçam aqui

O mais estarrecedor de toda esta trama diabólica, é que Nicolás Maduro além de usurpar um cargo que caberia por direito a Diosdado Cabello, já está emitindo decretos, como o mostrado abaixo, onde se auto-nomeia “Presidente Encarregado” e NINGUÉM da imprensa nacional ou internacional denuncia isto. É como Olavo de Carvalho sempre aponta, a “espiral do silêncio”, pois não interessa para nada que se desmorone esse castelo sinistro que Chávez levou 14 anos para construir, sob o comando de Havana e do Foro de São Paulo. 




Há muitos países dependentes dos petro-dólares venezuelanos, a começar por Cuba, que nesses 14 anos recebeu aproximadamente 5.000 milhões de dólares em petróleo, dinheiro e serviços. Do mesmo modo, bandos criminosos, como as FARC, teriam recebido além de apoio logístico dentro da Venezuela onde possuem propriedades, identidades venezuelanas, além de facilidades no “comércio” da droga. E não preciso citar a Bolívia, Nicarágua, Equador, Argentina, Paraguai e Uruguai, por isso todos choram a morte de seu ídolo. Sobre a fortuna expropriada em prol de sua família e dos irmãos Castro, sugiro a leitura deste artigo muito revelador.

E para encerrar esta edição de hoje, o Notalatina mostra, através da foto abaixo, que Nicolás Maduro já estava em campanha, talvez incentivado pelo próprio Chávez, quando o nomeou e pediu ao povo que votasse nele desde o ano passado. O cartaz abaixo mostra Maduro e Chávez juntos, uma jogada de marketing muito usada para associar um candidato a outro, sobretudo os populistas o que garante os votos de um para o outro. Cansamos de ver isso aqui no Brasil. E isto já devia estar pronto há tempo porque propaganda impressa não se faz da noite para o dia,  teve de ser planejado, testado e impresso.



Temo e me preocupo com o destino da Venezuela em mãos de bandidos perigosos e armados, pois vai-se convocar eleições mas a oposição está completamente fragmentada, desiludida, cansada de tanta traição e sem um líder visível, pois Henrique Capriles tem se esmerado em mostrar que não passa de um socialista demagogo, que vai perder sem resistência alguma para um ex-motorista de ônibus ignorante, sem traquejo político nenhum e que, por isso mesmo, foi o candidato escolhido a dedo por Raúl e Fidel Castro. E ele já deu provas incontestes nesse período de ausência de Chávez, fazendo tudo, até a morte do ditador bolivariano, como determinavam os “senhores da ilha”. Que a Virgem de Coromoto proteja os venezuelanos de bem, e não permita que se consolide uma ditadura comunista de direito e de fato na Venezuela. Fiquem com Deus e até a próxima.

Comentários e traduções: G. Salgueiro
Nota:

Sim tudo muito estranho.

Comentei em meu mural no Facebook o seguinte:


"Não lhes parece estranho, governantes como Lula, José Alencar, Dilma, Hugo Chavez (Venezuela), Fernando Lugo (Paraguai) Raul Alfonsin (Argentina), Cristina Kirchner (Argentina), todos serem acometidos por algum tipo de câncer?
Coincidência??"


Ainda:

Maduro diz que câncer de Chávez pode ter sido inoculado por adversários.


O vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse nesta terça-feira que inimigos históricos atacaram o presidente venezuelano, Hugo Chávez, e afirmou que chegará o momento de nomear uma comissão científica que estabeleça que sua doença pode ter sido inoculado pelos adversários.

Em pronunciamento à nação transmitido pela televisão estatal, Maduro lembrou que o próprio Chávez tinha manifestado esta ideia. O vice-presidente afirmou que não têm "nenhuma dúvida de que os inimigos históricos" da pátria buscaram prejudicar a saúde do presidente venezuelano.

"Já temos bastantes pistas sobre este tema, mas é um tema muito sério do ponto de vista histórico, que terá que ser investigado por uma comissão especial de cientistas", acrescentou.

Chávez perguntou em dezembro de 2011 se é possível "que o câncer possa ser uma doença induzida, produzida", e pediu então aos presidentes Evo Morales, da Bolívia; Daniel Ortega, da Nicarágua; e Rafael Correa, do Equador, que se cuidassem.

No entanto, Chávez esclareceu na época que não tinha acusado "ninguém" de induzir o câncer em vários líderes da região porque isso seria "uma irresponsabilidade", depois que o governo dos Estados Unidos classificou os comentários como "horrendos".

O governante fez as insinuações após ser divulgado que a presidente argentina, Cristina Kirchner, poderia estar com câncer, doença que atacou diversos líderes da região, como Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva, e o presidente paraguaio, Fernando Lugo.

Maduro disse hoje que "houve casos na história, muitos casos na história" sobre este tipo de ataque, e apontou que o último foi o do antigo dirigente palestino Yasser Arafat.

Maduro denunciou ainda que foram ativados "planos" para desestabilizar o país e "tentar golpear a medula de funcionamento" da democracia venezuelana e o sistema construído nos últimos anos.

http://noticias.terra.com.br/mundo/america-latina/maduro-diz-que-cancer-de-chavez-pode-ter-sido-inoculado-por-adversarios,d3bbc3d1f7a3d310VgnCLD2000000ec6eb0aRCRD.html


Mas será que os "negativos" do governo das sombras estariam inoculando doenças em governantes?
É preciso pesquisar sobre o elemento químico Polônio, pra tentar juntar os pontinhos.

Polônio-210, a substância que pode ter matado Yasser Arafat

O polônio é utilizado normalmente como fonte de raios alfa para a pesquisa e a medicina, mas já foi usado para envenenar pessoas
http://exame.abril.com.br/ciencia/noticias/polonio-uma-substancia-radioativa-altamente-toxica


Em seu último pronunciamento, Hugo Chávez parecia se despedir em definitivo do povo da Venezuela.
Ainda..a última.
Corpo de Hugo Chaves será embalsamado e colocado em um caixão de vidro como foi feito com Lenin, e será colocado no Museu da Revolução.
http://actualidad.rt.com/actualidad/view/88451-maduro-chavez-siete-dias-expuesto


Vamos acompanhando pra ver o desfecho disso tudo.
Abração.
Estamos de olho.
Célio Siqueira

0 comentários:

Postar um comentário

Membros deste blog e usuários das contas google, podem postar comentários.
Serão aprovados comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais(e-mail, telefone, RG etc.) ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.
Serão aceitos comentários somente de seguidores deste blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...